Qual a diferença entre análise financeira e econômica de uma empresa?

Uma dúvida muito comum entre empreendedores é saber qual a diferença entre análise financeira e econômica, se é que ela existe. O senso comum, muitas vezes, usa os dois termos como sinônimos e chega até a intercalar as duas palavras em algumas situações. Porém, é preciso muito cuidado com estas expressões, pois elas são diferentes, sim, apesar de serem relacionadas entre si.

Análise financeira de uma empresa

A análise financeira de uma empresa leva em conta os índices de liquidez da mesma, ou seja, sua capacidade honrar seus compromissos, além dos índices de endividamento, que demonstram o grau de endividamento do negócio. Este tipo de análise tem como campo de trabalho o fluxo de caixa empresarial, suas despesas, receitas e a forma com que é composto seu orçamento – que pode ser positivo ou negativo.

Análise econômica de uma empresa

Já a análise econômica de uma empresa tem a ver com o estudo de sua situação contábil, com a devida apuração de lucros ou prejuízos apurados em determinado regime de competência. São analisados índices de rentabilidade, que mostram o rendimento de investimentos realizados pela empresa, assim como os índices de atividade, que demonstram as variações do ciclo operacional do negócio.

Análise econômica x Análise financeira

Sem dúvida, na análise econômica x análise financeira há mais complementariedade do que exclusão. Ou seja, é preciso analisar os dois fatores em conjunto, econômico e financeiro, para entender a saúde de um negócio. Uma empresa pode ter uma ótima situação econômica, mas ter uma situação financeira complicada. Altos índices de inadimplência causam essa situação, por exemplo, bem como altos níveis de estoque e vendas baixas.

Uma empresa pode ter situação econômica ruim e, ao mesmo tempo, situação financeira positiva. É o caso de quando há dinheiro em caixa para o pagamento de obrigações, mas o ativo do negócio está em baixa ou há muitas dívidas a serem quitadas em curto ou médio prazo. É muito importante estar atento a todos os índices e compará-los com períodos anteriores para avaliar a saúde econômico-financeira do negócio.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *