BRASIL…

…Por que sofre tanto?

Sempre fui defensora nata do Brasil, e quando presenciava alguém falando mal de meu país, e o comparando com outros países, ficava extremamente incomodada com os comentários.

Afinal, o Brasil é detentor de clima tropical, lindas cidades e praias no norte, nordeste, sul,… Não temos terremoto, nem furacão, ou qualquer outro fenômeno da natureza.

Apesar de saber que algumas cidades do sertão vivem em situação de total abandono, dificilmente uma pessoa morre de fome em nosso país, pois, mesmo nas periferias, sempre haverá uma ONG ou uma igreja para socorrer os mais necessitados.

Então por que o povo sofre com tantas injustiças?

Visitando algumas cidades dos EUA, entendi porque o povo brasileiro sofre tantas injustiças. A começar pelo ensino, nos Estados Unidos o ensino público abrange todas as classes sociais.

As crianças americanas independente de serem ricas ou pobres gozam de excelente nível de estudo, desde o início da vida estudantil até o ensino médio. Saem de casa bem cedo, e na escola tomam o café da manhã, almoçam e fazem o lanche da tarde, retornando para suas casas com transporte público e seguro.

As escolas são subsidiadas pelo valor do IPVA, e a única diferença na estrutura da escola de um bairro para o outro, é que algumas por receberem maior subsidio, possuem um prédio melhor. Porém, a qualidade do ensino é igual para todos.

As universidades convidam os bons alunos para graduação, e cobram-se mensalidades a preços expressivos somente dos alunos que não possuem médias favoráveis. Também possuem cotas e incentivos para estrangeiros, e convidam jovens de outros países para graduação e prática de esportes.

Infelizmente no Brasil a base é tão precária, não há investimento na criança e no adolescente brasileiro, o jovem portador de baixo nível cultural e educacional, precisa iniciar cedo no mercado de trabalho. Muitas vezes as empresas acabam arcando com a obrigação dos governantes, oferecendo algum incentivo para que o jovem possa cursar uma universidade.

Mesmo assim, sabemos que o baixo nível de nossas universidades por conta de todos estes problemas políticos, deixa muito a desejar…

E assim vamos sobrevivendo e sofrendo com tanta impunidade. Estamos com um atraso violento em comparação aos países de 1º mundo. Afinal, se não se cuida do presente, como poderemos ter futuro?

Marciléia Gorgônio Reis Criscuolo é técnica em contabilidade, formada em economia, com MBA em gestão empresarial, e participa do time da empresa há 34 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *