A importância da contabilidade para empresas prestadoras de serviços

Conhecer o custo dos produtos é fundamental para as empresas. No caso de serviços, isso não é diferente, ou seja, as informações de custo são extremamente importantes para as empresas que prestam serviços. Uma gestão eficiente de custos se tornou uma das maiores ferramentas de apoio à tomada de decisão dos gestores e nesta perspectiva, a contabilidade para empresas prestadoras de serviço tem papel decisivo.

Contabilidade de empresas prestadoras de serviços

As pressões competitivas mundiais, provenientes de um mercado globalizado, o desenvolvimento intenso do setor de serviços e os avanços tecnológicos constantes exigem o desenvolvimento de novas técnicas e aplicações de custos nas empresas. O fato de não existirem estoques relevantes fez com que a contabilidade de custos para empresas prestadoras de serviços fosse desconsiderada para este tipo de negócio. Porém, a própria dinâmica dessas organizações exige um controle para que a capacidade produtiva não seja desperdiçada.

Tributação para empresas prestadoras de serviços

A tributação de empresas prestadoras de serviços, bem como os procedimentos contábeis e burocráticos, possuem algumas peculiaridades. Veja alguns exemplos:

– O prestador e o tomador dos serviços devem manter o controle das guias de ISS retidas, pois, na ocasião de uma eventual fiscalização ou em caso de pendência fiscal as mesmas podem ser solicitadas;
– Alguns serviços prestados de pessoas jurídicas para outras empresas estão sujeitos à retenção de IR pela alíquota que varia de 1 % a 1,5%;
– Casos em que o serviço é considerado como cessão de mão-de-obra ou empreitada estão sujeitos à retenção de INSS.

Contabilidade de custos em prestadoras de serviços

A contabilidade de custos nas atividades de serviços é muito semelhante à contabilidade de custos em indústrias, com a diferença de terminologia das contas contábeis. Para a contabilidade de custos nas empresas prestadoras de serviços, os termos usados se referem aos Serviços de Terceiros, Materiais Diretos, Mão de Obra Direta e Custos Gerais dos Serviços.

Já os gastos gerais e/ou administrativos, quando não claramente relacionados aos serviços, não são incorporados ao custo dos mesmos, da mesma forma, despesas financeiras de uma empresa (mesmo aquelas relacionadas a financiamento de bens usados em serviços), gastos extraordinários (como perdas em virtude de roubos, enchentes, incêndios etc.) e despesas com vendas (comissões, salários, encargos da equipe de vendas etc.) também não entram na conta.

Contabilidade especializada em prestadoras de serviços

Um escritório de contabilidade voltado a empresas prestadoras de serviços pode orientar o empresário na busca pelo melhor regime de tributação, redução da carga tributária, além de apoio nas tomadas de decisões baseado em relatório de índices contábeis sobre a saúde do negócio. A São Vicente Contabilidade tem uma estrutura altamente capacitada para atender às demandas do mercado, em qualquer segmento. Consulte-nos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *