COAF DE OLHO NAS TRANSAÇÕES REALIZADAS EM ESPÉCIE

Saiba mais!

O COAF, Conselho de Controle das Atividades Financeiras, disciplina, previne e aplica penalidades no combate aos crimes de lavagem de dinheiro.

As federações e sindicatos do mercado de luxo já se manifestaram, e estão orientando seus associados, quanto à obrigatoriedade de cadastramento junto ao Conselho para efetivação através de declaração, dos recebimentos em espécie maiores que R$ 30.000,00.

É imprescindível que as empresas cumpram o regulamento do COAF, pois, a contabilidade por vez não enxerga as operações que são recebidas em espécie.

O correto procedimento quando do recebimento em espécie, é depositá-lo independente do valor em conta bancária, obviamente da empresa, lastreando a operação como venda a vista.

Exemplo:

Aquisição de veículo no valor de R$ 35.000,00, quitado em espécie.

O objetivo do COAF é diminuir as transações realizadas em espécie. Neste mesmo exemplo, o COAF quer saber quem foi à pessoa física ou jurídica que utilizou recursos em espécie. De posse da declaração, irá fiscalizar como a PF ou PJ acumulou o recurso em espécie.

A comunicação do fato ao COAF deverá ocorrer imediatamente pelo receptor, ou seja, a empresa que recebeu o numerário.

Acredito que você já entendeu a seriedade do assunto!

Para saber mais sobre como o COAF poderá fiscalizar as práticas do crime de lavagem de dinheiro, contate: São Vicente Contabilidade,  marcileia@saovicente.com.br

Marciléia Gorgônio Reis Criscuolo é técnica em contabilidade, formada em economia, com MBA em gestão empresarial, e participa do time da empresa há 37 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *