Por que não misturar dinheiro pessoal com o da empresa?

Você sabia que muita gente se enrola com as finanças do negócio porque mistura o dinheiro da empresa com as contas pessoais? Isso é mais comum do que se imagina e é considerada uma atitude tóxica. Então, fique atento porque vamos dar algumas dicas para você não errar com o capital do seu negócio, ou seja, não misturar dinheiro pessoal com o da empresa!

Como separar as contas da empresa das contas pessoais?

É muito importante entender que a empresa deve administrar o seu dinheiro numa conta bancária própria, independente dos proprietários. Os sócios devem ter as suas contas particulares e nunca, nunca mesmo, devem misturar dinheiro pessoal com o negócio.

Não traga as despesas pessoais, como escola dos filhos, condomínio, parcela de financiamento de carro e supermercado para a empresa! Conta pessoal é pessoal e ponto!

Essa dica de separar as contas da empresa das contas pessoais vale tanto para os grandes quanto para os pequenos empresários. Pode ser que um dia você perca o controle, gaste demais e acabe prejudicando a saúde da sua empresa. Por esse motivo, o primeiro passo é abrir e manter, pelo menos, uma conta bancária exclusiva para o seu negócio.

Como organizar as contas da empresa? Lucros e pró-labore…

Muitos proprietários tiram seus ganhos mensais do lucro das empresas, o que também está errado. O proprietário nunca deve achar o seu salário mensal é o lucro da empresa. Na verdade, o ganho dos sócios vem antes do lucro.

O salário dos proprietários é chamado de pró-labore, que é um valor fixo estipulado para atender às necessidades financeiras dos sócios. Funciona como um salário mesmo, a única diferença é que, nesse caso, o proprietário é que decide quanto vai ganhar.

Um pró-labore exige bom senso, pois estipular um ganho muito alto pode diminuir os lucros da empresa. A remuneração deve caminhar lado a lado com as metas do negócio. Por isso, seja coerente com o faturamento do negócio e planeje bem os seus gastos pessoais.

Organização é o segredo para manter a saúde financeira da empresa!

Se esforce para que o lucro da empresa não seja comprometido. Se organize! Pague absolutamente todas as contas e aí só depois veja que sobrou realmente de lucro.

Pode parecer meio óbvio, mas tem muita gente que antecipa o lucro do mês para si e aí se prejudica lá na frente. E se acontecer algum contratempo? Até porque, o lucro não é apenas para os sócios. Ele pode e deve ser usado para novos investimentos na empresa, para reservas e bonificações, para motivar a equipe, por exemplo.

Tirar a oportunidade da sua empresa crescer apenas para ter um salário baseado no lucro pode ser o primeiro passo para uma crise financeira. Então, mantenha sempre o controle da conta bancária da sua empresa.

Dicas para organizar as finanças da empresa

Para organizar as finanças da empresa estabeleça uma rotina de conferência e determine que apenas alguns funcionários responsáveis tenham acesso a conta empresarial. Você, empresário, tem a obrigação de ficar sempre ligado nesse processo.

Se você não se sente seguro para fazer sozinho, contrate uma empresa de confiança para o gerenciamento ou invista em tecnologia. Comprar um software de gestão de fluxo de caixa, mesmo que simples, ajuda bastante a fazer o controle financeiro do negócio.

Já quanto aos gastos pessoais, atualmente existem até aplicativos de smartphone que possibilitam um controle eficaz de seus gastos diários. Se quiser aprender a controlar melhor os seus gastos, busque cursos de finanças e fluxo de caixa.

Agora que você já sabe porque não misturar dinheiro pessoal com o da empresa, conte para gente o que achou desse artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *