Qual a diferença entre balanço, balancete e razonete? Entenda!

A gestão financeira de uma empresa requer muita experiência, conhecimentos profissionais e utilização de ferramentas adequadas. As demonstrações contábeis, por exemplo, são fundamentais para apoiar as tomadas de decisão dos administradores. Nesse contexto, para atingir o equilíbrio orçamentário e manter as contas em dia, é essencial conhecer a diferença entre balanço, balancete e razonete.

Qual a diferença entre balanço e balancete de uma empresa?

O balancete ou balancete de verificação é um tipo de planilha de saldos, de débitos e créditos, das contas contábeis do Plano de Contas de uma empresa. Ele é um documento que expressa a situação financeira em um determinado momento. É de uso predominantemente interno, apesar de poder ser exigido por instituições financeiras.

Mesmo não sendo um documento obrigatório, nem tendo uma periodicidade definida, é recomendado disponibilizar o balancete mensalmente, a fim de posicionar os gestores da empresa. Por isso, podemos dizer que o balancete tem um fim administrativo/financeiro, serve para análise de contas e para os administradores visualizarem a situação patrimonial e compará-la ao orçamento.

Já o balanço patrimonial é uma demonstração contábil obrigatória, que apresenta o Ativo e o Passivo das contas reais de uma empresa. Ele deve é produzido, salvo algumas exceções, em datas fixadas pela legislação do IR, ou seja, trimestralmente e anualmente.

O objetivo do balanço patrimonial é dar ciência da situação da empresa aos proprietários, acionistas, sócios, instituições financeiras, Receita Federal, etc. Nas empresas de maior porte ele pode ser publicado em jornais, mas deve ser, obrigatoriamente, declarado em livro “Diário” e nas declarações ao fisco.

O que é Razonete e sua finalidade?

O razonete é uma ferramenta didática de representação gráfica, na forma de um “T”, que é muito usada por contadores para ajudar no entendimento da mecânica dos lançamentos contábeis. Assim como o balanço patrimonial, o elemento possui dois lados e uma parte superior onde é colocado o título da conta movimentada (Ativo, Passivo ou Patrimônio Líquido). De um dos lados é registrado os aumentos e do outro, as diminuições.

Por coerência na sua disposição, quando falamos de contas de Ativo, os aumentos são lançados do lado esquerdo do razonete. Já quando tratamos do Passivo ou do Patrimônio Líquido, todos os aumentos são lançados no lado direito. Ao final, é apurado o saldo da conta, que é colocado abaixo de um traço horizontal logo abaixo dos lançamentos.

Produção de relatórios contábeis

Em resumo, podemos dizer que o razonete e o balancete são ferramentas que auxiliam na produção de relatórios contábeis oficiais, como o Balanço Patrimonial. A partir da análise e da interpretação dos dados de cada um dos relatórios, é possível determinar as melhores estratégias e escolher soluções que mais se adaptam às necessidades atuais da empresa.

Agora que você já entendeu qual a diferença entre balanço, balancete e razonete, deixe seu comentário abaixo. Se precisar de mais informações ou se quer melhorar a gestão contábil de sua empresa, entre em contato conosco.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *